Domingo, 14 de Março de 2010

TOQUE A SILÊNCIO PELOS DIAS IDOS

Dias de Portugal, onde estão vossos sóis

Que doiravam bandeiras e medalhas,

As faces firmes dos heróis

E a férvida memória das batalhas?

 

Onde estão vossos sóis? Lá no alto, aqueciam

Os corações ao ritmo dos passos

Que o tambor ritmava e em flor abriam

"Rasgões, clareiras", nos espaços.

 

Onde estão? Onde estão? Sombras hiantes

Devoraram nos céus toda a luz do futuro!

E os passos se fizeram vacilantes,

E a marcha estacou de encontro ao escuro.

 

As noites que desceram confundiram a cor

Das bandeiras, das faces fugidias de medo!

E as medalhas perderam o fulgor

No peito da desgraça e do degredo.

 

O hinos triunfais, o rumor de ovações,

Um vento os apagou com um sopro mortal:

E fomos condenados às comemorações

Destas noites sem fim de Portugal!

 

ANTÓNIO COUTO VIANA 

publicado por Eu às 15:44
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. TOQUE A SILÊNCIO PELOS DI...

.arquivos

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

.tags

. todas as tags

.favorito

. Os meus Sodré Pereira

. Brasão de Sodré em Livros...

. Testamento de Duarte Sodr...

. PORTUGAL

. Duarte Sodré, Alcaide-mor...

. Vicente Sodré, o 1º Capit...

. Reavaliação do Nome e Arm...

blogs SAPO

.subscrever feeds